Propagações

3 06 2009

 

 

Como as expressões e  fagocito símbolos,

Estas criações de vidas anteriores.

 

!Címbalos…

 

Viaja este som nos símbolos

E eu, médium de vitalidades,

Reverbero-nos este caldo histórico

Em cada alimento reencarnado em mim.

 

Instrumentos, possibilidades, relações, música, notas.

Idéias, direções e vontades,

Meus músculos e olhares.

Meus, seus, nossos,

Reverberados no caldeirão do presente.

 

A caneta, a tinta, o papel, o caderno,

Os movimentos, a palavra, o sotaque.

A mesa, roupa, lupa, computador… sangue.

Cada e tudo, vem de antes, traz-se no volume e no detalhe.

 

Tudo carrega, tudo congrega.

 

Na síntese bombástica dos atos,

Cada explosão lança ao eterno

Seu existido ser.

Seu existido Ser.

Anúncios

Ações

Informação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: