Os Fantasmas

 

 

conversa

 

O fantasma é aquele que intui o ímpeto original da criação de outra pessoa, um diálogo de almas.  Fantasmemo-nos!

“Poemíntese” é a síntese poética de mim mesmo, gerada pelo Mundo em mim. É assim que gosto de pensar  🙂  [ver: RibamundoPoemíntese]. É também o nome que dou para o agrupamento dos meus 3 livros de poesia: Quem foi que disse?, Rizoma e Hansquícios.

 

LIVROS

 Quem foi que disse? (2005)                   

novelo2

 

 

 

 

 

 

Rizoma (2007)                                

atual3

 

 

 

  

Hansquícios (2009)

oi

  

 

 

 –

 Espero suas reverberações nos comentários…

Um novo abraço,

 

 

 

Hans Machado.

 

Anúncios

One response

12 01 2009
Marília Marra

Assombrada… à sombra de tuas palavras, a luz de tuas palavras – bilha, reflete, refrata. Fotossíntese da alma em palavras que tocam, ressoam, contornam. Tornam da vida testemunho, movem a testa em espanto e o punho põe-se a escrever. Reverberações do alegre vôo da alma. E depois do pouso, repouso. O oco do peito expande, respira, respeita. Espera, espreita. No ocaso, crepúsculo das almas, acaso se encontrem e casem em palavras procriando casas para nos hospedar: alma-coqueiros. Caça palavras, palavras cruzadas… Brincandeira de palavras que diverte a alma, brincadeira de alma que verte palavras: poemíntese assombra!
Até parece que viu fantasma…
Grande Abraço!

ps. posso me sentar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s